sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

De mim para mim

Desde pequenina que sempre vi a minha Mãe comprar prendas "de mim para mim", como ela diz, no Natal e no aniversário. Isto fez-me todo o sentido, um bocado na lógica do "se não gostar de mim, quem gostará?" dos anúncios do leite ou lá do que era, e resolvi trazer esse belo hábito de nos presentearmos a nós mesmas para a minha vida adulta.

Ontem fui fazer verniz de gel, que faço de vez em quando, embora adore arranjar eu própria as unhas e mudar de cor várias vezes. Mas acontece que há situações em que precisamos de ter as unhas impecáveis por mais tempo e não temos tempo nem oportunidade nem material para estar constantemente a retocá-las. Esta época de Natal e fim-de-ano é uma delas: com viagens para a frente e para trás, cozinhados, trocas de presentes, ver a família toda, imprevistos de última hora e incontáveis listas mentais, a última preocupação que queremos ter na nossa mente são as unhas! Então, dizia eu, fui fazer verniz de gel. Quando cheguei à esteticista para marcar vi que as extensões de pestanas estavam em promoção e, como já andava a namorar essa inovação cosmética há bastante tempo, meu dito meu feito! Pus as pestanas! Foi o meu presente de mim para mim. 

Devo dizer-vos que estou bastante contente. As minhas pestanas são curtinhas e claras, para as destacar só mesmo com rímel - castanho de dia, preto à noite. Estas extensões de pestanas prometem um efeito rímel permanente e boy oh boy, se cumprem! Ora vejam (peço desculpa pela falta de qualidade das imagens, tiradas com a câmara de um telemóvel muuuuito sofrido):

Pestanas antes, sem maquilhagem. Como vêem, curtinhas e clarinhas.

Uma hora e meia de aplicação depois - elas são aplicadas uma a uma, com os olhos fechados e uma espécie de fita-cola por baixo, a colar as pestanas de baixo à pele para não se misturarem com as de cima, onde são aplicadas as extensões - o resultado são uns pestanões que parecem permanentemente maquilhados e já deram nas vistas de toda a gente com quem me cruzei entretanto - desde Mon Chéri aos colegas - que têm reparado e gostado muito do resultado! A verdade é que dá assim um ar "pronto para sair" e aumenta a expressividade do olhar. Estou fã. 

Pestanas depois, pretas, compridas e farfalhudas.
Quanto à aplicação, o processo é como expliquei, um pouco moroso e incómodo no início - por se sentir a tal fita-cola a separar as pestanas de baixo -, mas depois de estarmos habituadas à sensação é indolor e tranquilo. Confesso que, entre colocação de pestanas, aquecedor ligado, eu deitadinha e música calmante acabei até por passar pelas brasas hahaha

As pestanas duram entre 3 semanas a 1 mês e vão caindo juntamente com as naturais - sabiam que as pestanas se renovam em ciclos tão curtos? pois, eu também não! Depois é ir fazendo manutenção ou aplicando de novo depois de todas caírem. 

Eu estou a adorar o resultado, mas acho que isto é um pequeno luxo, lá está, um presente de mim para mim e que dá um efeito bonito nesta altura das festas. Não tenciono fazer extensões de pestanas para sempre, mas, e sobretudo pelo preço a que encontrei - vá curiosas, foram €30,00, bem menos do que tenho ouvido por aí -, considero voltar a fazer assim para uma ocasião festiva. 

Fica a dica natalícia!

Feliz Natal a todas!! Nestes dias deixem a dieta um pouco de lado, pois o que a época tem de bom passa também pela boa mesa portuguesa, que é, na minha opinião, definitivamente a melhor do mundo! Dia 26 voltam ao ataque! Eu sei que voltarei :)

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

the most wonderful time of the year

Olá minhas meninas,

Então é Natal, não é? :) O que é que aconteceu aos meses entre o Verão e o Natal, podem-me dizer? Passaram num sopro, pelo menos eu senti-os assim. Eu, confesso-vos, ADORO o Natal. É, sem sombra de dúvidas, a minha altura preferida do ano. Adoro as luzes, adoro as músicas, adoro fazer as decorações e ver as alheias, adoro procurar os presentes perfeitos para aqueles que amo, adoro cumprir as tradições e fico pior que uma barata se alguém sugere que "este ano só se dão prendas às crianças", porque no Natal eu sou uma criança grande e, diabos, quem disse que as crianças gostam mais do Natal do que os adultos e merecem mais presentes? Presentes para todos, digo eu e defendo o meu movimento afincadamente :)

No Natal também adoro a comida, claro. No Natal e nas outras épocas do ano todas, verdade seja dita, mas as tentações desta época, aliadas ao frio que só dá vontade de comer chocolate enrolada numa manta  - ADORO o frio - e tira toda e qualquer vontade de sair de casa (ginásio? não sei o que é isso há 3 semanas...), têm causado um enorme revés aqui na minha operação de entrar em forma...e essa tem sido, aliada à falta de tempo, a razão da minha ausência. Na verdade, engordei - bastante - e não tendo nada de inspirador nem positivo para vos contar, preferi não vos vir desinspirar e tirar um "time out", ficando só a ler-vos atentamente.

gostava TANTO que nevasse assim por cá :)
Mas não se apoquentem, que ando feliz! A passar muito tempo de qualidade com quem amo, decorar, fazer compras, enfim, todas essas coisas que nos dão prazer e fazem a vida valer a pena! O mundo não acaba já e ainda há muito caminho a ser percorrido...prometi a mim mesma ter mais cuidado até ao Natal e tentar não engordar (já que emagrecer, com as sucessivas festas e banquetes, é impossível, bem sei) para depois em Janeiro voltar em grande ao meu projecto!


Até lá, minhas lindas, tenham um Feliz Natal, cheio de harmonia e amor - e com um bocadinho de familiares estranhos e momentos surreais, que o Natal também é isso -, rodeiem-se de bons sentimentos e alegria, sejam felizes :)

Deixo-vos com uma das minhas músicas de Natal favoritas, "baby, it's cold outside"

Mas isto não significa que não volte cá antes do Natal, ainda me pode dar para aí ;) 

Hoje marquei ginásio, acham que tenho coragem de ir? Tentarei!

Tudo de bom e nunca esqueçam que o mais importante na vida é

O Amor.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

vocês também são assim?


Cada dia que visto collants ou meias de vidro novos é certo que será a sua primeira e última utilização. Ou se começam a rasgar nas unhas (e juro que as tenho curtinhas!) e vem por aí acima, ou se prendem numa cadeira e malha por aí fora, ou se desfazem na minha mão quando as tiro.

Ontem foram meias de vidro, a tirá-las, fiquei com metade na mão. Hoje trago collants, há pouco cruzei as pernas e um pedacinho de velcro que tenho nas botas entrou em contacto com o joelho da outra perna - puf, o suficiente para criar uma miríade de buraquinhos e linhas estupidamente inestéticas.

Digo-vos que ainda vou à falência com isto!
Chiça! Falta de jeito. 

Quanto a comidas, a semana até vai indo benzinho, embora ontem tenha jantado pizza MAS cheia de legumes, com massa muuuuuito fina e saí do trabalho às nove da noite, mal almoçada e não lanchada - erro, eu sei, mas não pude evitar, há dias assim.
No entanto, estou a pagar pelos erros passados e o ponteiro não desce. Já sabia que isto ia acontecer e é uma chatice, mas olha, aguenta, como dizia o outro.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

pequenas vitórias da vida



Ontem fui à padaria portuguesa comprar pão. Pouco passava das 18:00, que é a hora da última fornada. Estava tudo quentinho.

Suores frios na hora de pedir.

Não trouxe pão de deus - mas chorei mentalmente a olhar para ele.

Não trouxe croissants açucarados.

Trouxe pão tigre - o preferido de Mon Chéri - e pão de centeio, que é excelente!

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

crónicas de uma semana em que não perdi peso nenhum

...e é milagre que não tenha engordado, atendendo à quantidade absurda de porcarias que ingeri. Credo. Desde o fim-de-semana que pareço ter perdido parte do controlo e não gosto nem um bocadinho disso. Agora que vos escrevo estou com uma brutal indisposição e náusea que dura desde ontem à tarde, certamente devido aos alimentos açucarados e cheios de gordura que achei por bem meter no meu sistema nos últimos dias. O meu corpo já não está habituado a isto - o que é bom sinal - e está-me a mandar um alerta para acabar com esta palhaçada, o que irei fazer de pronto, aviso-vos já.

Como um belo exemplo do que não fazer, deixo aqui o meu diário alimentar da semana, com as grandessíssimas asneiras assinaladas a vermelho, porque na verdade não passam disso mesmo: erros a não repetir.

Segunda-feira, 04.11

Pão de mistura com queijo fresco, chá de limão e gengibre e café
Pêra e fatia de brigadeiro - nem era meu, estava na copa do trabalho para qualquer pessoa tirar e claro que tirei uma fatia.
Sopa, mini (mini mini) prato de bacalhau à brás com salada e café
Iogurte magro
Duas bolachas de milho "nackis"
Sopa + 3 tostas integrais com becel magra
Gelatina 10 calorias
Água: muita.
Exercício: 30 minutos passeio com Cão.

Terça-feira, 05.11

Banana, 3 tostas integrais com mozzarella e iogurte líquido
Cappuccino Lev (depois do ginásio)
Pescada à bulhão pato com arroz, cenoura e beterraba raladas
Iogurte magro
Seis barritas sacialis (cerca de 600 calorias)
Salada com verdes, pêra, quinoa e molho de iogurte (iogurte magro com especiarias)
Água: muita.
Exercício: 55 minutos de spinning + 30 minutos passeio com Cão

Quarta-feira, 06.11

Pão de cereais com requeijão e leite de soja
Ovo cozido
Pacote de nackis de batata (180 cal)
Lasanha de atum com salada e café
Pão com queijo mozzarella
Tablete de chocolate milka Mjoy
Sopa com croutons e um bocadinho de queijo da ilha ralado em cima
Água: muita.
Exercício: 30 minutos de spinning + 30 minutos de passeio com Cão

Quinta-feira, 07.11

Pão com becel pro-activ, chá de limão e gengibre e café
Filete (ao qual tirei quase toda a capa) com arroz de cenoura e salada
Iogurte magro
Capuccinno descafeinado sem açúcar
Pão com becel pro-activ
3 bolachas com pepitas de chocolate sem açúcares adicionados e 1 tablete de 100 gramas de chocolate branco
Pataniscas de bacalhau com arroz de feijão (a vermelho por serem fritos e hidratos à noite) e salada (num restaurante, mas comi muito pouco porque já estava doentinha...)
Água: muita
Exercício: 30 minutos passeio com Cão

Sexta-feira, 08.11

Pão de centeio com queijo fresco, chá de limão e gengibre e café
10 quadrados de chocolate de leite sem açúcares adicionados - credo, que enjoo...
Sushi e café
...

Analisando isto, concluo que é uma desgraça total em geral e existem vários problemas em particular, nomeadamente o consumo exagerado de doces, que foram muitos e em grandes quantidades de cada vez, sobretudo a partir de Quarta-feira. As refeições fora também não têm sido ideais, mas como sabem eu evito comer carne e os pratos de peixe que tenho à disposição nem sempre primam por serem baixos em calorias - vide lasanha de atum, bacalhau à brás etc.

As causas que encontro, sem nenhuma ordem em particular:

1. Semana de período - aumenta desejo por chocolates, comidas gordurosas e doces;
2. Semana com muito, muito, muito stress ao nível laboral - e a próxima não será melhor;
3. Cansaço imenso, aliado ao stress;
4. Relaxamento no que respeita à dieta motivado pelos bons resultados da semana passada. A verdade é que ter bons resultados é excelente, mas, pelo menos comigo, leva-me a relaxar e levar as coisas com menos afinco, o que não deve acontecer quando ainda há um loooooongo caminho a percorrer. 

A verdade é que tudo isto, embora sejam razões verdadeiras e correspondam a coisas que efectivamente se passam na vida (na minha e de toda a gente, penso), mais não são do que grandes desculpas, barreiras mentais que devem ser ultrapassadas. E vão ser. Mark my words. A partir de hoje - o almoço já foi bom, ainda por cima comi pouco porque estou aqui para quinar de enjoo - prometo ter mais atenção e cuidado, sob pena de mandar abaixo todo o trabalho e resultados que consegui obter até aqui!

Amanhã vamos a casa da minha Mãe, que, com o carinho que só as Mães têm, ainda por cima quando as suas crias que já não vivem com elas, comprou uma data de coisas - saudáveis - de que eu gosto. Como sempre faz. Diz-me que comprou framboesas e a ideia de ir comer framboesas em casa da minha Mãe amanhã até me aquece a alma. 

Bom fim-de-semana!

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

querido diário







O fim-de-semana foi uma miséria alimentar. Era tudo demasiado bom e estava ali ao meu alcance. Escrevi tudo o que comi no meu caderninho, mas nem vou colocar aqui para não pensares que sou um caso perdido. Adianto apenas que incluiu tapas e vinho tinto e ainda um gin tónico na noite de Sexta-feira, o melhor bolo do caco do mundo, bacalhau gratinado e pudim de maracujá no Sábado, chocolate e pão de alho no Domingo. 
Mas também teve coisas boas: no Sábado fiz uma aula de Sh'bam e outra de alongamentos que ainda agora me está a fazer doer as coxas - acho que me entusiasmei com a flexibilidade - e no Domingo fiz 55 minutos de RPM! Jantei sopa (e mais uns aditivos) no Sábado e no Domingo, bebi bastante chá de limão com gengibre e, sobretudo, namorei e ronhei muito. Foi um fim-de-semana para estar em casa a trocar mimos e soube deliciosamente bem.
Ao almoço de Domingo fiz uma receita óptima, de massa como estava a apetecer e com molho e tudo mas poucas calorias. Fica aqui para dias futuros:

Ingredientes:
- penne (ou outra massa curta, idealmente integral) q.b.;
- 4 fatias grandes de salmão fumado;
- 200 gramas de cogumelos frescos laminados;
- 1 punhado de queijo forte cortado em cubinhos (usei queijo da Ilha);
- Leite magro q.b.;
- Sal, pimenta, azeite e maizena q.b.;
- Dente de alho;
- Mangericão em folhas frescas (tirado do vasinho que está lá em casa, mas sabes diário, está a ficar com um ar um pouco defunto apesar de eu o regar e tudo...acho que ele não gosta que se tirem as suas folhas para comer!)

Preparação:
Num tacho, colocar a massa a cozer em água e sal.
Entretanto, preparar o molho: numa liquidificadora, bata duas fatias de salmão fumado com leite magro e uma colher de sopa de maizena. Ponha o preparado numa tacinha e tempere com sal e pimenta (rosa ou mistura de pimentas).
Quando a massa estiver al dente (suave por fora e um bocadinho crocante por dentro), retirar do lume, escorrer e reservar.
Numa frigideira, saltear num fio de azeite o resto do salmão cortado em tiras, os cogumelos cortados em bocados médios/grandes, o alho e o queijo. O motivo de o queijo ser forte é poder usar pouco, para diminuir as calorias, e ainda assim sentir o sabor muito presente! Quando tudo alourar, juntar a massa e o molho, envolver e deixar apurar. 
Rectificar os temperos e servir, colocando por cima folhas frescas de magericão.

Voilá, uma massa do tipo "comida de conforto", com molho branco e tudo, mas sem resquícios de natas ou grandes gorduras!



Hoje vim para o trabalho contrariada como tudo, depois do meu fim-de-semana relax que devia ter sido multado por excesso de velocidade. Mas olha, diário, parecendo que não já é hora de almoço e a coisa vai-se dando!

Até amanhã,

Nut-ella

PS - Eu quando era adolescente e mesmo uns anos antes tinha um diário com cadeado e chave (importantíssimo!), que tratava mesmo assim por "querido diário". Vocês também? Um clássico.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

pensamentos consumistas e outros


Actualizei a barrinha de peso lá em cima e as medidas aqui de lado e fiquei contente comigo. Ajudaram e muito os vossos comentários encorajadores! Obrigada ;) Entretanto, estive a pensar no presente que gostaria de dar a mim mesma como recompensa dos 75 quilos - ou então pelos meus anos que estão quase aí! Mon Chéri? Mamãe? :)

Encontrei estas sapatilhas (malta de Lisboa, não me chateiem, isto são sapatilhas, ballet faz-se com sabrinas de ballet e ténis é um desporto!) da Adidas e fiquei apaixonada!

quero-vos!
Não são lindas? Agora anda aí uma moda que me agrada sobremaneira, que é a de combinar sapatilhas com todos os looks e não apenas com roupa de desporto. Há lá alguma coisa mais amiga do conforto, das muitas horas de pé e da calçada portuguesa do que uma boa sola de borracha bem rasinha? Não há. Esta moda assiste-me. Se preciso delas? Pois, a bem dizer não. Na verdade, não preciso de nada, se entendermos "precisar" como ter necessidade de algo para alcançar bem estar. Felizmente. É mesmo um pequeno desejo consumista. E caramba, eu sei que mereço :)

Andava com saudades de apontar tudo o que como e ultimamente não tenho tido tempo para o fazer, devido a coisas cá minhas (é isto: tenho tanto trabalho que chego ao fim do dia com a sensação que a minha cabeça vai explodir, pronto, disse). De maneira que hoje, decidida a retomar esse bom hábito que tanto ajuda no controlo das quantidades, vim munida de caderninho e caneta, onde já comecei a apontar, a saber:

01.11.2013

PA - torrada com queijo fresco e café com leite magro
MM - pacote de tortitas de batata ao vapor (180 cal)
Almoço - Sopa sem batata + salada de delícias do mar (alface, tomate, ovo e delícias) + café

Esta semana correu bem em termos de peso, como podem notar se me têm acompanhado nos últimos dias! Socorri-me em grande força das leis da compensação, porque graças a uma TPM monstra comi chocolate terça, quarta e quinta!!! Não sei como, correu bem. Se calhar aqueles estudos mirabolantes que tenho lido por aí a dizer que o chocolate afinal não engorda são verdade! Quão maravilhoso seria isso?! hahaha 

Esta noite temos uma jantarada com amigos e o bem que me vai saber finalmente descomprimir depois desta semana dos infernos é directamente proporcional ao prejuízo que vou ter na dieta, com certeza, pois nestas ocasiões já se sabe...Assim lá vou eu, munida dos meus Allis e da fé na lei da compensação!

Bom fim-de-semana!!

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

olhem pá, cenas...


Digo-vos eu que isto da reeducação alimentar é bem difícil...nunca fiz nenhum tipo de "dieta" assim e há dias em que me apetece mandar tudo às urtigas, porque esta coisa que me passou pela cabeça de "comer de tudo um pouco" e "mudar os hábitos" que tenho vindo a empreender nos passados 8 meses não é fácil.

O peso desaparece muito, muito, muito devagar, às 500 gramas por semana, com sorte um quilo e não digas que vais daqui. Às vezes, o peso sobe, varia, mais umas gramas num dia depois de um abuso ou sem motivo aparente. A culpa é minha: decidi que não queria deixar de comer nada de que goste e fazer, isso sim, uma melhor gestão de recursos. Controlar porções. Usar as leis da compensação. Cumprir a regra do pequeno-almoço de rei, almoço de príncipe, jantar de pobre. Comer muitas vezes ao dia e pouco de cada vez. Comer mais vegetais, mais sopa, mais fruta. Poder comer pizza e cozido e bolo ao fim-de-semana. Fazer exercício. Não deixar de comer chocolate, mas aprender a segurar-me para não o comer inteiro - e este é o hábito mais difícil de quebrar. Pergunto-me se terei passado fominha numa encarnação passada para ter esta ansiedade de devorar tudo quando o assunto são doces. É que nem posso tê-los em casa!

Enfim, isto para dizer que a coisa vai muito devagar e isso às vezes é frustrante, sobretudo para quem se habituou a dietas com resultados rápidos (e pouco duradouros). Mas depois pensas, caramba, já perdeste mais de 10 quilos, estás farta de recolher elogios e essas calças que tens hoje vestidas e o ano passado quase não apertavam estão bem larguinhas. Por isso cala-te e continua a fazer o que quer que seja que estás a fazer!

Isto para vos dizer que as frustrações existem, mas sabem que mais? O caminho faz-se caminhando e nós, que estamos a andar para a frente, mais devagarinho ou mais depressa mas a andar, temos que manter os olhos na estrada!


No mais, hoje dei por mim a pensar que há pessoas que vivem em sítios destes:

Os gerentes destes hóteis, por exemplo! É que nem precisava de ser dona, bastava-me gerente ou subgerente. Que curso é que se tira para isto? É preciso conhecer alguém?

Acho que estou a precisar de férias.

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Querida TPM,

Eu vou-te vencer. Eu vou-te vencer. Eu vou-te vencer!!!

E quando a vontade de doces apertar vou comer isto:


Banana com aveia e canela, aquecida no microondas. Adoro!

terça-feira, 22 de outubro de 2013

só para dizer que...

ODEIO O SISTEMA DE MARCAÇÕES DO MEU GINÁSIO!!Conta com o civismo das pessoas e já se sabe que isso é algo com que não se pode contar...

Grrrr!!!
Aquilo é tudo bonitinho e clean, marca-se online, tem-se lá o horário, o instrutor e a descrição da modalidade, lyndo e moderno, tudo para resultar...SÓ QUE NÃO! A porcaria das vagas abre dez horas, sim, DEZ HORAS antes de cada aula. 

Hoje quero ir a uma aula que é às 19:30, pelo que às 10:00, estavam as marcações abertas há meia hora, abri o site, pus o meu mail e password, seleccionei a aula e...ESGOTADO! Como assim esgotado? Será que 30 pessoas estavam à espera das 09:30 para aceder imediatamente à net e marcar a aula, como se não houvesse mais nada para fazer no mundo? Grrr! E depois o pior é que à hora marcada aparecem metade das pessoas e as restantes não só não aparecem como não se dão ao trabalho de desmarcar a aula para dar lugar aos outros. Concluindo, vou para o ginásio sem saber se tenho lugar na aula ou não...Enfim. Tenho para mim que seria bem mais simples distribuírem umas senhas ou cartões à medida que as pessoas chegassem ao ginásio até esgotarem as vagas. Fitness Hut, se me ouves, faz uma caixinha de sugestões para eu escrever lá isso...

continuar a ser...

:)
Eu sou e é tão bom. 

Não sei de onde me vem este optimismo, esta maneira feliz de encarar a vida, mas gosto muito dessa minha característica. A minha vida, como a de toda a gente, tem contrariedades, umas maiores outras menores. Mas tenho o dom de conseguir ver sempre - senão imediatamente, passado algum tempo - o copo meio cheio, de ver as coisas boas superarem (em tanto, em tanto) as más, de sentir uma força anímica em mim que não sei se vem da minha própria forma de ser, da minha educação, não sei. Desde pequenina que sou assim, sempre sorridente, sempre feliz. Tenho mais que muitos motivos maravilhosos para isso! Todos os dias devemos contar as nossas bençãos e estar gratos por elas, dar-lhes valor sobre as coisas más. Porque elas estão aqui, na nossa vida e elas é que importam. 

Sabem que mais? Este é o post n.º 100! YAY, festa!! Nunca pensei que este blog durasse tanto, é sinal que apesar de tudo a minha motivação, que poderá ter esmorecido nalgumas alturas, nunca morreu, está sempre aqui e estará até alcançar um objectivo que me deixe satisfeita!



No entanto, ontem fiz asneiras épicas...Não só não fui ao ginásio - quem é que, depois de aterrar no sofá ao fim do dia, com chuva e vento lá fora, já de noite, tem vontade de voltar a sair para o ginásio? -, como fiz biscoitos - quem é que, com chuva e vento lá fora, já de noite, embrulhada numa manta a ver a sua série, não quer jantar biscoitos com leite? - e comi-os todos. Uma desgraça! Mas o que está feito, feito está e não vale a pena ficar aqui a choramingar. Hoje é um novo dia, certo? E tudo vai bem :)

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

uma agarradinha, é o que sou...

Estou cheia de sono porque me deitei tardíssimo, agarrada ao vício até às duas da manhã...


E agora só tenho mais dois episódios para ver! NÃÃÃÃÃOOOOO!!! 

*choro*

Próxima season só em 2014...sniff!

Em termos alimentares e de exercício, o fim-de-semana, que foi descansadinho e bom como se quer, correu muito bem. O jantar de sexta-feira foi assim um repasto com direito a sobremesa e tudo - que uma pessoa também vive destas coisas - e depois portei-me sempre bem. Muito peixinho, sopinha, fruta e vegetais. Ginásio no Sábado - Sh'bam - e no Domingo - RPM. Tudo para hoje esta linda menina que vos escreve almoçar bacalhau à brás (acreditem ou não a escolha era entre isso ou bacalhau espiritual, achei este mais saudável ou menos mau) e comer um pacote de M&M's. Mas porquê??? Quando estou mais cansada é certo que tenho logo  uma vontade incontrolável de comer chocolate...Tótó, pá!

Bem, o objectivo da semana, ignorando este mau começo, é mandar um quilo abaixo e atingir os 76. Estão comigo?

Ontem passei a tarde a dar uma volta aos armários porque já não cabe lá mais nada e preciso de espaço para a roupa nova :) e enchi dois sacos grandes de roupa para dar. Entretanto experimentei várias coisas que não me serviam de todo e tive a agradável surpresa de as ver caírem muito bem, inclusive roupa do tempo de faculdade! Mas as minhas calças magras - umas Levi's 501 número 40 sem a mínima elasticidade, que adoro - ainda não apertam, apesar de já passarem nas ancas, o que é um franco avanço. Devagar, devagarinho eu chego lá!

Boa semana a tod@s


sexta-feira, 18 de outubro de 2013

(uma espécie de) brownies lev e outras histórias

As gulosas de serviço, como eu, sabem que nem sempre é fácil manter um regime de perda de peso devido à dificuldade que dá pelo nome de "desejo de um docinho". Nas suas formas mais graves pode assumir as vestes de "chocoólica anónima" ou ainda "monstro das bolachas ao ataque". Ontem estava numa dessas moods quando cheguei a casa e só me apeteciam brownies - o que há para não gostar num bolo cheio de chocolate e avelãs, crocante por fora e molhadinho por dentro? Estava a salivar.

Mas não, não cedi. Pensei o que podia fazer com o que tinha em casa para satisfazer este desejo e inventei uma coisa, que, é certo, não é um brownie e, também é certo, não é para abusar, mas satisfez aquela ânsia com que estava.

Como sabem, eu tenho sempre em casa uns snacks e coisinhas da Lev, aquela dieta hiperproteica e hipocalórica que está na moda e da qual já falei - mas não sigo, como sabem, pois prefiro a mais lenta, mais difícil mas mais eficaz e permanente reeducação alimentar pura e dura. Eu não defendo estas dietas ditas "milagrosas", mas a verdade é que a Lev, como é muito variada, tem algumas coisas que podem ajudar a matar estes desejos a baixo custo calórico. Uma das coisas que tinha era a mousse de chocolate e com essa base inventei a seguinte receita - para 6 bolachas grandes:

- Preparar mousse de chocolate Lev (99 cal. por dose) de acordo com as instruções do pacote e deitar numa tacinha. Juntar 2 colheres de sopa rasas de maisena (cerca 70 calorias), 1 colher de sopa de cacau magro (cerca de 25 calorias), 7 gotas de adoçante líquido (cerca 10 calorias), 3 colheres de sopa de leite magro (cerca 20 calorias) e três avelãs partidas em bocadinhos pequenos (cerca de 50 calorias) e mexer. Dispor no tabuleiro de forno 6 colheradas da massa e cozinhar durante 15 minutos a 200 graus. No final servir, polvilhando com adoçante em pó (cerca 5 calorias). Voilá!

Delícia que me fez esquecer para sempre os brownies a sério - NOT! Mas serviu o propósito :)
Para terem uma ideia, estes pseudo-brownies todos têm cerca de 280 calorias - não é para abusar, mas não é um drama - e a mesma quantidade de brownies a sério (6) têm nada mais nada menos que 774 calorias!

O jantar foi pior, em termos de saúde, pois se repararam estes brownies não tinham açúcar (só adoçante) nem gordura...mas à noite íamos ao cinema e a ideia era comer qualquer coisa por ali mesmo, tipo uma salada do Vitaminas. Mas Mon Chéri atrasou-se no trabalho e, como tínhamos fome, tivemos que nos socorrer de uma solução rápida de recurso, de que fujo como o diabo da cruz (embora goste bastante) porque sei que engorda, faz mal e tudo o mais...Foi mesmo o que estão a pensar. Jantei no McDonald's. Soube-me bem :) O drama. O horror. Pedi um happy meal (com queijo, não sou de ferro) e coca-cola zero. Nem gelados nem nada. No fim do filme - já não tive tempo de ver antes - fui verificar as calorias de tal repasto e sabem que mais? Um happy meal (cheeseburguer + batatas pequenas + cola zero) tem cerca de 500 calorias. Não é nem de perto tão dramático como eu pensava. Respirei fundo e olhem, segui em frente!

Fui ver o Blue Jasmine, o último filme do Woody Allen e adorei. Sou fã do realizador/escritor, das suas neuroses, comédias e fina ironia, mas também dos seus momentos mais dramáticos (gostei imenso de Matchpoint, outro dos seus filmes que cai no género dramático). Este é brilhantemente interpretado por uma Cate Blanchett (linda, elegante, frágil, delicada e completamente lixada da mona, a Blanche Dubois dos tempos modernos), que domina o filme do princípio ao fim muito bem acompanhada pelo restante elenco e, claro, pela mão do realizador ali tão presente. Gostei muito e recomendo!



Ainda ontem também fui a uma aula de Body Combat! Já tinha feito há muuuuuuuuuitos anos, mas esquecera-me como é divertido e enérgico. Passou a ser oficialmente a minha aula de Quinta-feira, pois é importante variar os treinos e não pode ser só RPM e Cycling. Hoje vou experimentar o Body Attack, que me parece uma espécie de aeróbica saltitante. Não sei se vou gostar...depois conto!

Hoje em termos alimentares tem sido exemplar - pequeno almoço de iogurte magro e 1 pequena fatia de pão integral com philadelphia de ervas, 2 bolachas de milho a meio da manhã, almoço de sushi e agora vou comer uma pêra.

Sabem que mais? É sexta-feiraaaaaaaaaaaaa :)

terça-feira, 15 de outubro de 2013

DEZ.

Bom dia alegria!

Hoje posto de manhã porque me pesei e sorri. Estou exactamente com 78 quilos, menos dez do que quando comecei em Fevereiro. Foram dez quilos perdidos com esforço, força de vontade e algum (pouquinho) sacrifício, sobretudo ao nível da vida social. Entre Abril e Agosto tive um plateau e não perdi quase nada. A inscrição no ginásio e uma maior reflexão sobre a qualidade dos alimentos que ingiro vieram mudar isso.

10 quilos em 8 meses não é muito. Mas eu também não tenho interesse em perder peso depressa. Quero perdê-lo de forma progressiva e definitiva, fazendo mudanças verdadeiras nos hábitos alimentares e de exercício, de forma a transformar o meu corpo (e como ele está diferente!) e a minha auto-estima. Nunca quis, nem vou querer, deixar de ingerir por completo nenhum tipo de alimentos - para quem viu, ainda este fim-de-semana comi um grande hamburguer com batatas fritas. Depois compensei! Com equilíbrio tudo se alcança.

Sabem que mais? Um terço do caminho está feito!! Estou a quatro quilos de sair do IMC obesidade e entrar no mais simpático excesso de peso. Tenho quase zero celulite. E não há melhor motivação do que isso!

Adoro o Stewie :)
Continuem cheias de força e motivadas porque os resultados vão compensar!

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

segunda-feira.

Estou constipada. Espirros, dores de garganta e ouvidos tapados. Raio de tempo sempre a mudar dá nisto. No entanto não estou tão doente que me impeça de vir trabalhar, não tenho febre nem nada, por isso estou aqui no trabalho com os olhos a fechar para cima do computador. E um loooongo dia à minha frente.


O fim-de-semana, em termos alimentares não foi bom. Também não foi péssimo! Teve um graaande pecado no Sábado e um pecado pequeno ontem. Designadamente, no Sábado foi daqueles dias em que estava a salivar por um hamburguer e como já aprendi que é melhor satisfazer estes desejos do que depois andar o fim-de-semana todo a pensar nisso e a comer outras porcarias, lá fomos. Aqui. Para nós, dos melhores hamburgueres que aí andam, sobretudo quando vêm no bolo do caco (nham) e indiscutivelmente as melhores batatas fritas do universo. Comi feliz. Senti ligeira culpa depois :) e andei o resto do dia a portar-me bem. 

Ontem ao jantar decidi fazer pizza caseira com a massa de pizza integral que comprei outro dia. Na verdade, a pizza não tinha nada de muito mau - molho de tomate caseiro, cogumelos, milho, cebola roxa, mozzarella fresca e mozzarella ralada, ambas light. A única gordura que tinha, para além da do queijo, era uma colher de sopa de azeite que levou o molho de tomate. Que diferença para aquelas pizzas cheias de óleo dos restaurantes de fast food, que quando se levantam deixam a caixa toda manchada de gordura! Imagino o que aquilo leva...nada de bom certamente. A minha era saudável, nada gordurosa e óptima! Mas enfim, sempre tinha a massa e o queijo (embora light, sempre tem gordura) e era hora de jantar, pelo que não foi ideal.

Fui ao ginásio Sexta, Sábado e Domingo. A semana passada só falhei Quarta-feira, mas dizem que até é bom fazer um dia de descanso!

Não engordei no fim-de-semana, mas também não emagreci. O objectivo para estes próximos 7 dias é chegar aos 76 quilos. Bora lá?

Boa semana!

domingo, 13 de outubro de 2013

green smoothie

Ontem comecei o dia com um batido verde!

O dito cujo
Tenho lido bastante sobre esta bebida da moda, com propriedades saciantes e desintoxicantes, aliadas a um óptimo sabor apesar da cor :)


Apesar de recentemente estes batidos se terem tornado mais populares (com a adição de superalimentos e tudo o mais), não são algo propriamente necessário na nossa alimentação regular. No entanto, podem ser uma forma interessante e inteligente de adicionar vegetais à nossa alimentação. Especialmente para pessoas que não suportam a textura ou sabor de vegetais, que não tenham tempo de os cozinhar ou tenham dificuldades em consumi-los fora de casa. Ou até mesmo a crianças, já que o sabor docinho "disfarça" o sabor vegetal do qual as crianças não são fãs de uma forma geral.
Os batidos verdes são também uma forma fácil de consumir vegetais crus, fonte de vitaminas, minerais, fitonutrientes e antioxidantes. São fáceis de digerir, e, como são batidos e não sumos, retém a fibra das frutas e vegetais, e mantêm-no saciado durante várias horas. Mantendo-o saciado, e dado que o valor energético de cada batido não é alto, promovem o emagrecimento (aliado a um plano alimentar saudável com esse fim, claro).
O batido verde é obviamente muito saudável, já que leva apenas vegetais e frutas cruas e duas colheres de sopa de sementes. 
O meu levou (para 1,5 litros):
- 2 Mãos cheias de espinafres
- Mão cheia de agrião (coloquei porque se estava a estragar, mas é arriscado pois o agrião tem aquele sabor característico "picante" que a fruta não disfarça - eu gosto, mas não é para todos)
- Aipo
- 2 pêras
- 2 maçãs
- 1 c. sopa de sementes de linhaça e 1 c. sopa de sementes de chia
- Água q.b.
Tudo batido no liquidificador et violá! Normalmente leva também banana, que eu não pus porque não tinha, mas colocando fica muito bom, mais doce e menos "vegetal".
Perfeito para começar o dia ou depois dos treinos.
Agora vou sair a toda a velocidade para o ginásio!
Bom Domingo :)

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

tuga que é tuga celebra eventos à mesa, PRONTOS.


Rita Hayworth, comendo uma mega sanduíche

Gente,

A coisa vai bem, como têm visto. Ontem tive um coffee break à tarde a meio de uma conferência e comi umas coisas pouco recomendáveis. À noite, em compensação, só comi sopa e um leitinho de soja com canela. Também tinha ido ao ginásio e por isso não houve sequelas. 

Hoje, como vos disse no post anterior, é uma data especial. E se há coisa altamente enraizada na nossa cultura é que celebrações são para ser à mesa! Aniversários? Jantar. Natal? 50 mil jantares para além do Natal em si. Fim-de-semana? Brunch. Conversa em dia com as amigas? Almoço ou chá lá em casa. São Valentim? Jantar romântico. Verão? Jantar numa esplanada. Inauguração de uma casa? Jantar na dita. Nada para fazer? Vamos ao café lanchar. Jogo da bola? Jantar num sítio que tenha Sport TV (ou é SporTV? ligo tanto a bola que nem sei :)). 

Enfim, isto para dizer que os tugas celebram muito e celebram à mesa. Em tempos de crise como os que vivemos (estou TÃO mal disposta com estas últimas notícias, mas nem vou desenvolver sobre isso) os jantares fora têm sido bastante reduzidos, é daquelas coisas em que se começa logo a cortar. O que não significa que se deixe de celebrar comendo, isso é que não, come-se é em casa, os dois, com família ou amigos. Mas como hoje é especial e está a decorrer a Lisboa restaurant week, fomos almoçar os dois a um sítio bonito e com bom ambiente, ali pertinho do rio. Claro que não foi perfeito, mas olhem, fez-se o possível!

Entrada: Sopa aveludada de legumes e cogumelos. Era óptima, devia estar cheia de natas. MAS ERA SOPA, OK? ;)
Prato: Peixe no forno com couve. A sério! A couve era salteada com mel...chlep (o som de mim a lamber os beiços).
Sobremesa: Leite creme queimado na hora. Pronto, aqui não há desculpas, foi uma asneira, mas sabem que mais? Era mesmo bom.

Pontos positivos disto: O leite creme era uma pratada e não comi tudo (o que para uma gulosa como eu é obra, acreditem!), fiquei tão cheia que até agora não consegui comer mais nada - nem vou conseguir tão cedo que ainda estou a rebentar -, tenho ginásio mais logo e não faço mais asneiras durante o fim-de-semana. Logo vamos ao cinema, que não engorda (pipocas? que nada!).

O melhor de tudo é que foi um almoço muito romântico e feliz :)

Vem lá o fim-de-semana e por isso relembro:

Bom fim-de-semanaaaaaa

quatro.

Sabes que vocês são um só quando...

Mon Chéri, ontem à noite: Nut-ella, que idade é que eu tenho??

...

Hoje fazemos quatro anos de namoro. Entretanto casámos num lindo dia de sol e muita festa, mas continuamos a celebrar esta data tão importante, que todos os pretextos são bons para namorar. Todos os dias agradeço aos deuses e ao destino ou à sorte o privilégio de ser dele e de ele ser meu :)

Tenham um dia feliz!

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

tabelinha

E porque hoje está a ser um dia campeão nas visualizações e estou no dia de descansar do ginásio ;), deixo-vos com esta tabela muito útil do quanto têm de se exercitar para queimar aquelas comidinhas purpurinadas a que não resistiram:


Mas lembrem-se: a perda de peso está 80% nos cuidados alimentares e só 20% no exercício!

Cabelo que emagrece


Tenho a cara arredondada, cortesia das bochechinhas com que a natureza me agraciou e que dificilmente, mesmo emagrecendo, desaparecerão - e ainda bem, porque eu gosto delas, têm sardas e dão-me um ar sempre jovenzinho ;)

Não é uma cara de lua cheia, mas é um tipo de face que, como aliás todos, exige alguma reflexão na hora de cortar o cabelo, já que devemos adaptar esse verdadeiro cartão de visita que é o nosso cabellón ao formato do nosso rosto e ao nosso estilo.

Assim, porque este é um blogue que versa maioritariamente sobre a perda de peso e reeducação alimentar e a maior parte das pessoas cheiinhas tende a ter uma carinha a atirar para o redondo - para além das que já a têm geneticamente, deixo-vos hoje algumas dicas para o corte a escolher tendo em atenção este tipo de rosto.

Cameron Diaz, uma carinha redonda (e laroca) famosa com um estilo médio-longo, escadeado e com franja para o lado
Mulheres que têm o rosto redondo conseguem afiná-lo com o simples uso de alguns truques. O segredo é criar a ilusão de um rosto mais longo, disfarçando as bochechas salientes e trazendo equilíbrio.

O cabelo curto encurta o rosto e engorda. O Chanel ou bob sem volume, por exemplo, é proibitivo nesses casos, a menos que seja bem repicado, pois as camadas dão volume aos fios e disfarçam a largura e forma da face. O mesmo vale para o long bob, corte que fica na altura do queixo e tem a frente levemente mais comprida.
A linda actriz brasileira Sophie Charlotte tem uma cara bem redondinha e ficou um arraso com o bob em que transformou a sua ex-longa melena, mas reparem como ela o usa com volume e caracóis nas pontas e não "colado" à cara.

O comprimento ideal para rostos cheiinhos é o médio ou longo – e quanto mais escadeado, melhor. As camadas devem começar na altura acima da linha do queixo, para emoldurar o rosto e criar volume.
Emma Stone, mais uma famosa redondinha que apostou no cabelo pelos ombros, escadeado nas pontas e com franjão de lado - gosto muito.
O franjão lateral e desfiado é o melhor amigo da mulher que deseja afinar o rosto. É uma óptima táctica para disfarçar as bochechas grandes, pois confere volume ao topo da cabeça, dando maior equilíbrio ao visual.
No entanto, evite a franja comprida e recta na altura do queixo: ela criará a impressão de corte Chanel e o efeito será justamente o oposto. O ideal é que fique na altura do nariz ou boca.
A franjinha curta e cheia, acima das sobrancelhas, é o pior look para esse tipo de rosto, pois o deixa ainda mais redondo. De evitar!
Sempre bonito quando bem cuidado é o cabelo comprido, solto da cabeça e lustroso, com madeixas escadeadas a partir das maçãs do rosto ou queixo para dar movimento.
Mila Kunis, um rosto redondo com um visual sexy, de cabelo comprido, escadeado a partir do queixo e com suaves ondas criadas com babyliss.

Giovanna Antonelli - a brasileira usa cabelos muito compridos, escadeados a partir das maçãs do rosto e com bastante volume para afinar as bochechinhas.

Também não fica bem um cabelo muito encaracolado e volumoso numa cara redonda, pois faz o efeito inverso das ondas leves - cria volume onde se quer tirar! O meu conselho se tiverem cabelos altamente encaracolados, como eu tenho é: 1) Controlar o volume com cremes de pentear e mantê-lo comprido e escadeado só em baixo; ou 2) Fazer tratamentos de controlo de volume e ondulação, como a escova progressiva - que eu faço.

Penteados
O formato do rosto também deve ser levado em conta na hora de escolher um penteado. Aposte em coques e rabos de cavalo no alto na cabeça, com mechas soltas no rosto para emoldurar as feições. A coloração do cabelo também pode influenciar na percepção dos traços. Mechas e luzes, por exemplo, ajudam a dar a impressão de profundidade, alongando o rosto.
Se você tem rosto redondo, evite os visuais chapados, muito colados à cabeça, como rabos de cavalo e coques muito puxados para trás, porque esses penteados irão salientar os traços que arredondam o rosto. 

Miley Cyrus deu um tiro ao lado - o cabelo demasiado repuxado aumenta as suas bochechas já bem redondinhas.
Ao apanhar o cabelo aposte em deixar madeixas soltas e um aspecto mais natural, como Selena Gomez fez nesta ocasião. Um meio apanhado, com parte do cabelo para cima e o resto solto - como usou Kate Middleton no dia do seu casamento - também vai muito bem em caras redondas, como é a dela.
Cá está.
Como vêem, as caras redondas são bastante versáteis e permitem vários estilos e penteados diferentes. Apenas há que ter em mente algumas regras de ouro. Recapitulando:

- NÃO ao cabelo muito curto acima do queixo;
- NÃO às franjas curtas;
- NÃO ao cabelo sem nenhum volume ou todo puxado para trás;
- NÃO ao cabelo todo recto, sem escadear pelo menos dos lados do rosto e idealmente atrás também;
- NÃO ao cabelo totalmente escorrido ou muito encaracolado.

- SIM aos cabelos médios e longos;
- SIM à ligeira ondulação ou lisos com volume;
- SIM às camadas;
- SIM às franjas compridas e desfiadas, sobretudo de lado;
- SIM aos apanhados naturais, com madeixas a emoldurar o rosto.

Finalmente, uma mudança de look da redondinha famosa mais gira que aí anda (a minha querida JLaw), que eu adorei e fui copiar agora no início do Outono quando me apeteceu mudar de look, até porque tinha um corte semelhante ao dela antes!

De um corte comprido e escadeado a partir do pescoço para um médio super moderno, pelos ombros, todo escadeado e com franja de lado.
Eu cá estou muito contente com o meu novo look ;)

POST UPDATE: Então e num post recheado de beldades internacionais, esqueci-me das portuguesas? E com moças tão bonitas que por aí andam? Pois têm razão e por isso mesmo aqui fica o exemplo de uma actriz com quem simpatizo bastante por vários motivos - é natural e nada hiper-produzida-bimbalhona-siliconada-tipo-casa-dos-segredos-blhack como se vêem outras por aí, é boa actriz e engraçada, é gira que se farta, adora animais <3 e tem um blogue acabadinho de estrear. É a Jessica Athayde e como tem também uma cara redondinha (apesar de ser uma elegância - inbeja!) e um cabelão exemplar entra aqui na nossa lista:

Jessy com o seu novo cabelo vermelho bem tendência, comprido, escadeado à frente e com caracóis suaves a partir das maçãs do rosto - cumprindo as regras portanto!

new look


Na mudança de estação nada como um novo look...para mim e para o blogue!

Gostam? - é bom que sim que isto deu-me uma trabalheira hehehehe

Em termos de alimentação continua tudo a correr lindamente desde que eliminei as barritas e no que respeita a exercício também tenho cumprido diariamente o pica-ponto no ginásio.

All is well!

terça-feira, 8 de outubro de 2013

ideia para quando não se tem paciência para fazer nada mas tem fome e, na verdade, o que apetecia era mandar vir uma pizza


Lasanha de bacalhau com espinafres do Pingo Doce

De-li-ci-o-sa! E tem apenas cerca de 300 calorias, ideal para uma das refeições maiores - almoço ou jantar.

Descobri

o que me andava a impedir de perder peso mesmo com esta actividade física toda que ando a fazer e mantendo uma alimentação, de resto, saudável.

A culpa é delas:

Barras de cereais maléficas - atentem por favor no meu talento ilustrativo na óptica do utilizador do paint :)
Barras de cereais, sacialis, proteicas...tenho vindo a abusar delas porque me disseram que eram um snack saudável e eu acreditei! É verdade, também escolhi acreditar porque são muito saborosas...Mas a dura realidade é que, mantendo uma alimentação saudável e fazendo um monte de exercícios, na primeira semana do desafio não perdi peso nenhum! Então quando acabaram as barritas decidi retirá-las da minha alimentação, e qual não foi o espanto quando, mesmo depois de um fim-de-semana com jantarada nada saudável com amigos, mesmo depois de ontem ter almoçado bacalhau espiritual (acreditem, era a coisa mais saudável que havia...tristeza!), o ponteiro da balança voltou a descer!

Prova que não devemos papar (literalmente) tudo o que nos diz o marketing deste tipo de produtos "que ajudam a emagrecer".

Porque não há lanche melhor que uma fruta, um iogurte ou um pãozinho de cereais com queijo fresco.

Vivendo e aprendendo!

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

mas os homens querem saber disto para alguma coisa?

Campanha com homens reais - porque "fofinhos" também são bonitos :)

A resposta é: sim, querem. E fazem muito bem.
Algumas marcas, como a Dove, têm-nos habituado às suas campanhas publicitárias de grande qualidade enaltecendo a beleza "real", leia-se sem photoshop nem sobrevivência à base de 3 folhas de alface por dia nem 12 horas diárias de ginásio nem mutações genéticas. 
Estas campanhas têm sido dirigidas às mulheres e entende-se porquê - historicamente, e porque vivemos até há muito pouco tempo (nalguns locais/segmentos da sociedade vive-se ainda) num mundo extremamente machista, a beleza exterior das mulheres é hipervalorizada ao passo que o seu intelecto, as suas ideias e opiniões, a sua cultura e mundividência ocupam um segundo plano, enquanto que com os homens passa-se exactamente o contrário. Quantas vezes já viram homens anafados a ocupar elevadas posições na sociedade sem que se fizesse um único comentário à sua aparência física? E com quantas mulheres de notoriedade pública viram isso acontecer? Pois. Quando uma mulher está, por exemplo, na política (já para não falar no showbusiness), o primeiro comentário vai SEMPRE para o aspecto físico e é, normalmente, de teor depreciativo: "olha que gorda", "feia que nem um trovão", "parece que se foi vestir dos cortinados" são comentários comuns e feitos, ironicamente, por outras mulheres de uma maneira geral. Quanto aos altos dignatários da nossa praça do sexo masculino, nem uma palavra...Não admira, perante este panorama de coisas, que as mulheres tenham a sua auto-estima colectiva em baixo e precisem de ser relembradas com frequência de que valem muito mais do que a sua aparência física e que são muito mais bonitas do que pensam e do que as expectativas irreais dos mundos da moda, publicidade, música, etc. as fazem sentir.

No entanto, e felizmente, isto tem vindo a mudar. Sobretudo nas camadas masculinas mais jovens (abaixo dos 40), nota-se uma crescente preocupação com o aspecto físico e com a aquisição de hábitos saudáveis. O meu homem, por exemplo, tem consciência de coisas com que os nossos pais e avós homens nunca sonharam, como por exemplo de que os fritos e os doces engordam e não convém abusar ou de que é demasiado emborcar uma garrafa de vinho e mais um whisky ao almoço só porque sim. Sabe ele que deve fazer exercício físico - e faz!foi ele que me arrastou para o ginásio :) -, gosta de ouvir que está mais magrinho - embora ele seja perfeito como é <3 - e gosta de se sentir bem consigo mesmo. Como ele, todos os meus amigos homens pensam e sentem o mesmo, alguns verbalizando mais do que outros. Também eles estão a começar a sentir a pressão social de ser "perfeito" - porque, para alguns, corpos masculinos depilados excessivamente musculados e de sobrancelhas depiladas são o que está a dar BLHACK! - e por isso foram os destinatários desta campanha com "homens reais", que achei muito engraçada. Eu confesso que prefiro os "reais" - os outros são bonitos (vá, o segundo), mas parecem Kens, na faz o mê estilo.

E vocês, notam que os vossos homens/irmãos/amigos têm estas preocupações com a estética/saúde, ao contrário das gerações anteriores?

crónicas de um fim-de-semana.

Houve reposição de sono. Houve filmes e séries. Houve namoro e carinho. Houve amigos e tainadas. Houve risos. Houve conhecer pessoas novas e rirmo-nos delas com as antigas. Houve o dia do animal e um presente para Cão. Portei-me bem quinta. Portei-me razoavelmente sexta. Portei-me mal sábado. Portei-me bem domingo, só comi sorvete sem matéria gorda de 53 calorias por 100 ml. Estou-me a portar bem hoje. Fui ao ginásio quinta. Fui ao ginásio sexta. Fui ao ginásio sábado. Fui ao ginásio domingo. Fui ao ginásio hoje. Acabaram as barras de cereais e não vou comprar mais. São viciantes. A partir de agora os lanches são de fruta, iogurtes magros, bolachinhas de milho e afins. Esta semana quero perder 2 quilos. 


brincadeirinha, os sentimentos não são para comer :)


Boa semana!

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

e ainda um par de botas!

Ontem foi o dia alimentar perfeito. Tudo super xuxu e cumpridor. Mesmo aquele pão de sementes com mozzarella fresca não fez mal - tinha acabado de vir do ginásio e tinha fome, muita fome.

Foi assim...

Lanches:
- Nectarina;
- Barrita sacialis (sim, é possível comer só uma, ufa!);
- 3 tortitas de milho;
- Copo de leite de soja.

Jantar:
- O tal pão de sementes com mozzarella;
Sopinha sem batata, queijo fresco e maçã assada com canela :)
Depois é que foram elas! Mon Chéri viajou em trabalho e fui buscá-lo ao aeroporto. Era muito tarde, estava a chover e escuro lá fora, eu tinha o cabelo molhado do duche pós-ginásio e apetecia-me vestir o pijama mas sabem, o Amor é assim, lá ia eu deixar o rapaz apanhar um táxi :) Lá fui eu toda contente receber o meu maridinho de braços abertos! Ele chegou e trouxe presentes - alegria imensa! É que aviso: eu sou uma criança :) Recebi os meus livros que já tenho na cabeceira prontos a inaugurar e...umas deliciosas bolachas que ambos adoramos e Mon Chéri encontrou na sua viagem! Combinei com ele e comigo mesma comer as bolachas com moderação, e assim farei...mas de todo o modo...são bolachas. Recheadas de caramelo. Com 145 calorias cada uma. Toma lá para veres o que é bom!

Chegámos a casa e antes de dormir lá foi um leitinho quente com duas bolachinhas...*suspiro*

Bebi água pra xuxu e fui ao ginásio a uma aula de RPM + máquinas de pernas, rabiosque e abdominais.

Hoje, 02.10.2013

PA: Bebida detox + 3 bolachas DAQUELAS - a comer tem de ser mesmo de manhã de modo a dar tempo para gastar!
MM: Iogurte magro de limão + café
Almoço: Esta barrita substitutiva (no trabalho, de novo) + nectarina
E a partir desta exacta hora, 13:01, não haverá mais doces nem bolachas nem pão nem fritos nem nada que engorde! ;)

No mesmo dia em que comprei as calças de que vos falei ontem também comprei estas botas para o Inverno, de que estava a precisar e que agora diz que são da moda (acresce que são super confortáveis e lindinhas!)

As botas.
Comprei-as na Zara, onde adquiro, aliás, bastante roupa. Mas ontem, botas aparte, fiquei zangada com a Zara. É consabido que camisas da referida marca para mim são mentira - tenho ombros largos, visto 36 de soutien e não há camisa que me aperte no peito sem depois ficar a nadar na cintura. Mas não sabia que esta moda tinha passado para os vestidos! Ontem experimentei dois, ambos em tartan - já vos disse que adoro tartan? ;) - ambos lindos e ambos em L, porque me pareceu que não tinham muita elasticidade. E de facto não tinham! Experimentei e nem um nem outro me passavam dos ombros. DOS OMBROS, gente. Não é uma questão de gordice ou magreza, mas de estrutura óssea - a minha é larga. Por isso experimentei vestidos em tamanho Large - notaram que a Zara deixou de fazer XL? Mas continua a fazer XS. Enfim... - vestidos esses que nem consegui ver como ficavam porque nem dos ombros me passavam.

Eu entendo que a Zara é uma marca espanhola e por isso fabrica roupa para o tipo de corpo da mulher ibérica, de ombros estreitos. Hão-de reparar que a maior parte das portuguesas tem ombros estreitos mesmo que depois seja gordinha. Mas eu não sou assim, tenho ombros largos e ancas médias, sou mais ampulheta que pêra - e ainda bem! - e tenho um tipo de corpo mais nórdico que ibérico, tirando a altura. Por isso é que as roupas da H&M, que é sueca, me assentam sempre bem e visto lá normalmente o M, embora possa escolher até ao XL. Mas isso não é desculpa. A Mango também é espanhola e já sofreu um pouco do mesmo mal, mas ultimamente tem-se redimido e eu tenho até comprado bastantes coisas de lá, em L/XL. Acho chocante que o padrão de tamanho "L" numa marca internacional de referência como é a Zara seja tão diminuto e preocupa-me o tipo de mensagem que isto envia ao mundo.

E vocês, já tiveram experiências destas?

Boa tarde para todas!